Agende sua Consultoria de Perfil & Estilo (41) 3121 2979 / (47) 99928-7279 SAIBA MAIS

Os 8 maiores Erros em um Projeto de Cozinha

Seu Projeto de Cozinha Atende essas Exigências Básicas?

Quando se fala em um projeto de cozinha, logo pensamos naquele espaço que é o coração da família. Cozinha de verdade para nós brasileiros é aquela espaçosa, aonde se cozinha e ao mesmo tempo se decide sobre qual vai ser a próxima viagem em família, ou aonde contamos alguma novidade no trabalho para o esposo e é aonde tudo acontece. Não há nada melhor do que chegar em casa depois de um longo dia e ter ao seu dispor uma cozinha aconchegante a sua espera.

Este ambiente com uma enorme importância está no topo da lista de exigências de qualquer família que se preze. Deve ser funcional e atender todas as demandas. Será que a cozinha dos seus sonhos é assim também?

Para lhe ajudar listamos os 8 maiores erros que devem ser evitados ao se decidir sobre um projeto de cozinha. São eles:

1 – Respeite o Triângulo funcional:

Toda cozinha possui um triângulo funcional que deve ser respeitado. Imagine que este triângulo leva como arestas a geladeira, fogão e à pia. O trajeto entre estes elementos deve ser livre de obstruções e o mais fácil de acessar possível. Sendo uma ordem em que se pega o alimento na geladeira, lava-se o alimento e leva ao fogo.

Uma regra básica também sobre este triângulo é que a distância do perímetro de todas as faces não deve ser inferior a 3 metros ou superior a 7,5 metros, isso independente do formato da cozinha. Isso quer dizer que se o perímetro for muito pequeno a chance das pessoas se baterem ou então de não conseguir distribuir as tarefas no ambiente é muito grande. O mesmo serve para um perímetro muito grande, pois se uma das arestas estiver muito distante da outra a tarefa de preparação dos alimentos pode se tornar exaustiva.

2 – Cada coisa em seu lugar:

Se utilizar uma bancada em ilha ou península, deve estar atento para deixar todas as circulações livres e neste caso é mais de uma, pois todos os lados deve-se ter medidas com espaços suficientes. Entre uma bancada e outra que fica logo a frente da mesma, o mínimo é 90 cm. Para a porta da geladeira abrir confortavelmente, deixe pelo menos 15 cm entre o equipamento e as laterais, para não correr o risco da porta ficar batendo.

Também note que o espaço da pia e fogão deve ter um bom espaço nas laterais para o preparo dos alimentos. Sobre os eletros trabalhe de forma funcional, sendo que os que mais utiliza e podem ficar fixos tenham espaço já dimensionados, como cafeteiras, filtros de água e outros. Para equipamentos “volante” como batedeiras, liquidificador deve também se ter um espaço para utiliza-los quando necessário, por isso a distribuição de tomadas deve ser bem pensada e de acordo com o seu uso.

Aproveite bem os cantos e armários superiores, na cozinha vale qualquer espaço para se aproveitar, principalmente se for um espaço pequeno. Todos os seus utensílios devem estar guardados e facilmente acessíveis. Todo mundo já deve ter passado pela situação de não utilizar um eletrodoméstico porque este fica em um local tão difícil e acessar que se desiste. Ou uma panela que fica lá embaixo de todas as outras e não se consegue tira-la, a não ser que retire tudo de cima. Por isso repense as suas necessidades, vale muito mais ter tudo a mão, com objetos que você realmente utiliza, que vários utensílios agrupados e que não consegue acessar. Cozinha tem que ser funcional.

3 – Falta de Iluminação:

Nenhum lugar da casa é mais importante de se ter uma iluminação técnica com eficiência do que a cozinha. Imagine você preparando um alimento e ao colocar este alimento na bancada, não conseguir distinguir entre cores e texturas. Como cozinha é algo que envolve todos os sentidos e parece que eles estão interligados, se a visão ficar no parcial a comida também ficará. Fora que corre o risco de cortar o que não deve e se machucar.

Por isso posicione as luminárias em locais estratégicos. Em meus projetos nunca deixo uma pia sem uma PAR 20 logo acima desta bancada, ou então quando trabalho com uma ilha de trabalho ou Counter-Top, nunca deixo de direcionar aluns pendentes ou coloco uma régua sequencial de pontos de luz para deixar tudo muito iluminado.

A temperatura da cor também é importante. A iluminação pode ter diversas cores, a melhor para cozinha é a cor branca neutra, pois esta não irá lhe tirar atenção no manuseio, sendo uma cor que desperta a atenção mais não excessivamente.

4 – Área Molhada ou Back – Splash:

Não deixe de lado a área molhada envolta da pia e também no fundo da pia e atrás do forno. É muito mais fácil de limpar superfícies cerâmicas, de inox ou pedra. Nada de papel de parede ou materiais porosos nestas áreas.

5 – Ventilação:

Um projeto de cozinha sem ventilação é mau cheiro e gordura para todo lado, na certa. Nada pior do que chegar em sua casa e não conseguir cozinhar nada que não seja no forno. A cozinha não ventila bem e você vai ficar lembrando daquele almoço que preparou por dias.

Sei que muitas vezes os espaços já estão prontos e não há como abrir janelas. Considere a instalação de exaustão logo acima do fogão como regra e também pense em outras formas de aumentar a ventilação do ambiente, nem que seja forçada por meio de ar condicionado, ventiladores ou desumidificadores. Se for possível escolher entre espaços ou está construindo sua casa, a cozinha é um espaço aonde não se deve fazer cerimônia ao determinar o tamanho da esquadria.

No geral é considerado 1/8 da área do piso, uma metragem confortável de janela que a cozinha deve possuir. Por exemplo: Se a sua cozinha tiver 10 m2, a sua janela deve ter área de 1,25 m2 de abertura.

6 – Não ignore funções internas seu projeto de cozinha deve possuir:

Recipientes para lixo orgânico e reciclável, por exemplo, é algo que você deve pensar muito bem. Pois nada pior do que não ter aonde colocar o lixo e aonde separa-lo. Também é importante pensar nos temperos sempre a mão na hora de cozinhar.

Outros objetos como colheres, espatulas e utensílios de metais devem ficar em um gaveteiro próximo ao fogão, ou dependendo do estilo de sua cozinha, pendurados em aramados metálicos, pois além de bonito pode ser muito funcional.

7 – Cuide com o excesso de tendência:

Cuidado para não ficar escravo da ultima tendência e acabar enjoando logo nos primeiros meses. A cozinha normalmente é um ambiente fixo, que não mudamos a marcenaria com muita frequência. O lema é ser funcional e depois bonito. Tem que estar tudo confortavelmente projetado e tudo abrindo, ligando e funcionando. Somente depois de se certificar deste correto layout é que poderá se decidir sobre o estilo para o seu projeto de cozinha. No mercado temos inúmeras opções lindas, de fácil limpeza ou manutenção que com certeza se encaixam em seu perfil. É claro que se para você ser funcional é sinônimo de transparecer o seu estilo e você se conhece tão bem a ponto de ousar, ótimo vamos fazer a diferença neste espaço! Caso contrário vale o dito acima, tenha cautela.

8 – Não contratar um profissional para dimensionar o seu espaço:

Por tentar economizar em um projeto de cozinha, ou então por achar que se consegue realizar a tarefa de projetar um espaço sozinho. Muitas pessoas não contratam um profissional para idealizar seus ambientes.

Você pode corrigir e encontrar soluções para a quase todos os itens falando anteriormente, mas ainda sim procurar por um profissional que esteja conectado com suas necessidades e desejos, ainda é a melhor opção. Somente o profissional vai poder lhe expor as melhores soluções e o que o mercado tem de melhor para que os seus ambientes estejam bem planejados, executados e que durem pelo tempo que você quiser.

Se quiser saber mais sobre a minha consultoria de Perfil & Estilo, entre em contato conosco e agenda um horário, ficaremos felizes em lhe conhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Boa escolha! :) Verifique seu email para receber seu livro.